Luís D’Mohr

Diretor e Preparador de Atores, estudou e trabalhou com Beto Silveira (discípulo de Eugênio Kusnet, responsável pela entrada do método de Constantin Stanislavski no Brasil). Durante vinte anos, ministrou cursos e workshops de atuação para TV e Cinema com Wolf Maya (ex-diretor de núcleo de teledramaturgia da TV globo). Em 2000 fundou sua Escola de Atores em Porto Alegre, onde aprofundou sua pesquisa na atuação para câmera com Ramiro Silveira. Como Diretor Artístico do Núcleo de Produção Audiovisual da Escola de Atores – D’Mohr Studios, realizou a série “Na Moral” (TV Bandeirantes – RS), a série “Curtas Escola de Atores” com quinze filmes (Rede TV – RS), o longa-metragem/minissérie “A Matriarca”(RS), o seriado “Turma da Bronze” (RS) e o seriado “Perfeita Simbiose” (RS). Em publicidade dirigiu uma série de comerciais para TV, destacando-se a campanha para o Café Número Um (ES). Na TV Globo trabalhou com Wolf Maya como estagiário em direção/assistente de direção na minissérie “Hilda Furacão”, na novela “Pecado Capital” e na série “Você Decide”. No cinema, dirigiu o premiado curta-metragem “Caso Fechado”. No teatro, dirigiu as peças “Alguém é Perfeito?”, de Paulo Reis (RJ) e Uma História do Zoológico de Edward Albee. Como ator, no início de sua carreira, trabalhou em teatro e fez participações nas novelas “Cara e Coroa”, “O Amor Está no Ar” e “Pátria Minha”, na Rede Globo. Durante dezessete  anos (2001 a 2017), trabalhou como professor/diretor em atuação para TV e Cinema na Escola de Atores Wolf Maya. Vários atores que atuam no mercado audiovisual frequentaram as suas aulas, entre eles estão: Nanda Costa, Paola Oliveira, Maria Casadevall, Daniel Rocha, Rafael Cardoso, Caroline Abras, Júlio Rocha, Júlio Oliveira, Ana Júlia Dorigon, Juliano Laham, entre outros.

“Em vinte e cinco anos de pesquisa na arte de atuar para câmera, ministrei aulas para milhares de atores e experimentei as mais variadas técnicas de atuação desenvolvidas por diversos pensadores, a partir do teatro de Constantin Stanislavski. Esta experiência me fez identificar fatores que podem levar o ator a representar a vida do espírito humano com emoções verdadeiras. Desenvolvi um treinamento de atuação para TV e cinema, associando os avanços da ciência comportamental e funcionamento do cérebro ao estudo profundo da Escola Psicológica de Atores iniciada por Stanislavski, possibilitando que os estudantes desenvolvam de forma eficiente o seu TALENTO.”                                                                                                                                                    Luís D´Mohr